“Pesadelo que vivemos chegou ao fim”

Enteado de Rita Egídio foi raptado pela mãe biológica.
26 jun 2016 • 11:31
"Sinto-me tão feliz, quase da mesma forma como me senti nas cinco vezes em que tive um filho." Este é o estado de espírito de Rita Egídio, depois de ter visto o enteado, Jean Paul Quentin, de nove anos, regressar à casa onde vive, na Holanda. O filho do marido, Paul Quentin, esteve seis meses desaparecido, após ter sido raptado pela mãe biológica.

"O pesadelo em que vivemos nos últimos meses terminou. É impossível para nós explicar o que é perder ou não saber onde está uma das nossas crias", revelou a DJ, que recentemente protagonizou uma produção ousada para a ‘Playboy’ Portugal.

Jean Paul foi encontrado pela polícia na Polónia, terra natal da mãe, que entretanto foi detida.
Mais sobre
Newsletter
topo