Pipoca Mais Doce explica porque demorou tanto tempo a assumir a separação

Comentadora do Big Brother foi entrevistada por Maria Cerqueira Gomes no 'Conta-me'.
Pipoca mais doce e o marido
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca mais doce e o marido
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
13 fev 2021 • 15:22

Ana Garcia Martins foi a convidada da tarde desta sábado do programa 'Conta-Me'. Em conversa com Maria Cerqueira Gomes, a comentadora do 'Big Brother' abordou vários assuntos da sua vida entre os quais a separação de Ricardo Martins Pereira.

A comentadora admite que ainda não se sente preparada para falar sobre a rutura porque ainda está a amadurecer o que aconteceu, e que foi por isso que não assumiu publicamente a rutura. Garante ainda que nos últimos tempos sentiu a pressão de explicar o que aconteceu para a relação com o pai dos filhos não ter resultado.

"Torna-se mais complicado [com a pressão mediática] porque não nos permitem viver as coisas no tempo em que as queremos dizer. Isso é o pior da exposição. Acharem que temos de expor na nossa vida coisas que nós não queremos, ou que queremos explicar no nosso timing".

Ana falou ainda sobre o mediatismo que conquistou com o reality show, e o quanto isso a tornou mais exposta, nomeadamente a ameaças nas redes sociais. No entanto, diz que não se preoucpa em demasia com o assunto.

"Andava aí a circular o comentário de um miúdo a dizer que me ia apanhar e dar um tiro. Não sei se sou descontraída demais mas nunca levo isso com demasiada seriedade. Nas redes sociais somos todos heróis".

Durante a conversa, a comentadora, mais conhecida como Pipoca Mais Doce, falou ainda sobre a juventude feliz, até ao dia em que recebeu a trágica notícia da morte do irmão, num acidente de carro, quando tinha 22 anos.

"Eu tinha 18 anos quando o meu irmão morreu e tu nao estás preparada para aos 18 anos o telefone tocar a meio da noite com uma chamada a dizer que morreu o teu irmao. Foi o meu pai que atendeu e eu lembro-me como se fosse hoje. Eu saltei da cama e o meu pai só diz: 'ligaram, o Tiago teve um acidente", conta, acrescentando que os momentos que se seguiram foram de uma enorme dureza.

"O meu pai senta-se na cama e a minha mãe começa aos gritos e eu sem saber quem acudir primeiro. Tu não estás preparada".

Ana Garcia Martins diz que a perda a marcou para sempre e que os pais nunca mais voltaram a ser os mesmos. "Eles só sobreviveram porque me tinham a mim, outra filha".
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo