Pipoca mais Doce reage a críticas aos comentadores do ‘Big Brother’: “Se não estavam capazes não tinham vindo”

A comentadora foi um dos rostos mais polémicos do reality show e mantém-se feliz com a prestação.
Pipoca mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca mais Doce
Pipoca mais Doce e Marta Cardoso
Pipoca mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
A Pipoca Mais Doce
Pipoca mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca mais Doce
Pipoca mais Doce e Marta Cardoso
Pipoca mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
Pipoca Mais Doce
A Pipoca Mais Doce
04 ago 2020 • 15:50

Após o fim do ‘Big Brother’, Ana Garcia Martins é um dos rostos do reality show que não hesita em falar sobre a experiência.

A comentadora do programa considera que "nunca se falou tanto dos comentadores como nesta edição", que foram alvo de muitas críticas por parte de concorrentes do formato e espectadores por tecerem comentários que na maioria das vezes causaram polémica.

A Pipoca mais doce garante que para os concorrentes que "iam saindo e encarando a dura realidade de não serem assim tão amados cá fora" a "solução mais fácil" que viram foi "culpar os comentadores".

"Os comentadores não são responsáveis por aquilo que cada concorrente escolhe ser, dizer ou fazer dentro da Casa. Também não são responsáveis pela formação (ou falta dela), índole (boa ou má), personalidade, atitudes, comportamentos. Comentamos o que vemos e, claro, escolhemos a forma como o fazemos", defendeu a influenciadora digital.

"Pessoalmente, a minha opinião sobre os concorrentes nunca foi estanque, foi mudando conforme os próprios concorrentes iam mudando no jogo. Uns mudaram para melhor, outros para pior".

"Se a minha opinião mudou, tem unicamente a ver com a forma como cada um se foi revelando", disse, dando o exemplo de, inicialmente, gostar da prestação da concorrente Sónia, que acabou por deixar de apreciar. 

A Pipoca mais doce deixou ainda elogios ao painel de comentadores que fez parte do formato da TVI, destacando que foi "interessante, diversificado, com estilos e posturas diferentes" e que "a graça é mesmo essa", aproveitando ainda para atirar ‘farpas’ aos participantes do reality show que se mostram descontentes com a prestação deles.

"Quando concorrentes passam a vida a berrar que são muito frontais, muito directos, muito digo-tudo-na-cara, na maioria das vezes estão só a demonstrar que faltaram ao nível básico do curso de Iniciação ao Civismo e Convivência Cordial e Respeitosa com Outros Seres Humanos. Porque quando depois alguém lhes diz, realmente, o que pensa das atitudes deles, fazendo-o de forma assertiva, educada, directa e sem condescendência, aí calma lá, que afinal já não gostamos tanto de frontalidade e "ai que estão a humilhar-nos", disse.  

"Pessoas, tenham juízo e aceitem a responsabilidade por aquilo que, deliberadamente, escolheram mostrar ao país,  "Se não estavam capazes, não tinham vindo", atirou o rosto da estação de Queluz. 

"Levo todos no coração", garantiu. "Menos o Pedro Crispim, calma, também há limites", brincou a Pipoca mais doce.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo