"Portugal era perto de mais": As revelações de Juan Carlos de Espanha sobre exílio

Rei emérito diz que “alguns estão muito felizes” com a sua situação.
Juan Carlos
Sofia, Filipe VI e Letizia são visados  no novo livro
Juan Carlos
Sofia, Filipe VI e Letizia são visados  no novo livro
03 out 2021 • 01:30
Miguel Azevedo
Quando saiu de Espanha para o exílio, Juan Carlos esteve para vir para Portugal (era a sua primeira escolha), mas o nosso país "era perto de mais". Quem o revela é o próprio rei emérito no livro ‘Mon roí dechu’ (‘Meu rei deposto’), da autoria da escritora Laurence Debray, e que vai ser publicado em França. Nele, Juan Carlos sugere que era a família que não o queria por perto. "Pediram-me que fosse para mais longe", refere. "Aqui não estou a incomodar a coroa". Sobre um possível regresso a Espanha, o antigo rei não satisfaz a curiosidade: "Não faço ideia. Alguns estão muito felizes por eu me ter vindo embora."

O livro refere que Juan Carlos está de costas voltadas com o filho, o atual rei de Espanha, Filipe VI, e que este nem sequer lhe telefonou no passado dia 5 de janeiro, quando celebrou 83 anos de idade. No entanto, ao jornal ‘El Mundo’, Juan Carlos já desmentiu essa passagem do livro, garantindo que o filho lhe fez sim um telefonema. "Foi uma má interpretação" da autora, explicou.

A obra revela ainda tudo sobre a nova vida de Juan Carlos, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde é acompanhado por 4 guarda-costas e um casal filipino que cuida de si. O antigo rei levanta-se às sete da manhã, lê os jornais no tablet, faz ginástica e piscina.
Mais sobre
Newsletter
topo