Princesas Leonor e Sofia já são mais populares do que a mãe

No que toca a popularidade, rainha Letizia perde pontualmente para as filhas que já são considerados uma lufada de ar fresco na coroa
Leonor, Sofia e Letizia
Leonor, Sofia e Letizia
01 nov 2020 • 14:21
Durante muitos anos chegaram a ser chamadas de ‘princesas invisíveis’ pela forma como eram protegidas e preservadas dos holofotes mediáticos. A verdade é que as coisas mudaram e as princesas Leonor e Sofia já são hoje capazes de desviar as atenções públicas da mãe, a rainha Letizia. De acordo com um estudo feito no país vizinho, a princesa das Astúrias e a Infanta, com 14 anos e 13 respetivamente, tornaram-se um verdadeiro património da Coroa e os seus nomes são hoje pontualmente mais pesquisados do que os dos próprios monarcas.

O último grande pico nos motores de busca da Google aconteceu recentemente nos Prémios Princesa das Astúrias embora, ainda assim, menos evidente do que no ano passado quando a princesa Sofia fez a sua estreia no evento. Entre outubro de 2019 e outubro de 2020, Leonor atingiu mesmo grandes picos de procura, como no dia 23 de abril, quando participou, com a irmã, na leitura de ‘Dom Quixote’ por ocasião do Dia do Livro; no dia 19 de junho, quando acompanhou a família num passeio aos Teatros del Canal, ou no início de setembro, quando começou as aulas e alguns dias depois teve que iniciar confinamento por causa de uma colega que testou positivo.

Quanto a Sofia, segue o mesmo padrão da irmã. O interesse pela filha mais nova dos reis de Espanha aumentou, por exemplo, consideravelmente, em agosto quando a jovem, durante uns dias de férias em Maiorca, apareceu de muletas e com um joelho ligado. A imagem chamou a atenção de muitos que recorreram então às buscas na internet para tentarem perceber o que tinha acontecido.
Ora, tudo isto leva a que Letizia, embora tenha o seu nome sempre em alta no que toca a popularidade, seja pontualmente ultrapassada pelas filhas. Muitos consideram que Leonor e Sofia são mesmo uma lufada de ar fresco na coroa.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo