Príncipe Harry volta a falar com a família

Príncipe já contactou com Carlos e William, mas família real continua em silêncio em relação a Meghan Markle.
Príncipe Harry e Meghan Markle
Príncipe Harry
Príncipe Harry
Príncipe Harry
William e Harry
William e Harry
Elisabeth II e Meghan Markle
Príncipe Harry e Meghan Markle
Príncipe Harry
Príncipe Harry
Príncipe Harry
William e Harry
William e Harry
Elisabeth II e Meghan Markle
20 mar 2021 • 11:58
Miguel Azevedo
Depois da polémica entrevista de Harry e Meghan a Oprah Winfrey, em que, para além de vários assuntos polémicos, o príncipe falou do pai e do irmão, dizendo que estes estavam "encurralados" na Casa Real, os três já falaram sobre as controversas declarações.
A informação foi revelada em primeira mão pela apresentadora Gayle King (amiga de Meghan Markle) no programa que conduz na CBS ‘The Morning’, adiantando que, apesar de já ter havido conversas com Harry, a família real continua sem contactar Meghan.
Sobre o diálogo que o príncipe terá tido com Carlos e William, a apresentadora garante que foi apenas uma reaproximação. "Segundo o que me disseram, essas conversas não foram produtivas, mas eles estão felizes por, pelo menos, terem iniciado uma conversa". Recorde-se que, durante a entrevista a Oprah, Harry chegou a dizer que estava "desapontado" com o pai por várias situações, entre as quais pelo facto de lhe ter cortado o apoio financeiro. Mais recentemente, um amigo de Carlos garantiu que este é "um pai profundamente magoado pela atual relação que tem com Harry".
Gayle King aproveitou também para afirmar que Meghan e Harry não estão muito confortáveis com as notícias que têm saído no rescaldo da entrevista e que têm achado as histórias publicadas bastante "perturbadoras". A apresentadora revelou-se ainda muito triste por Meghan porque sabe o quão doce e carinhosa é a ex-atriz.
Em defesa da amiga, Gayle King revelou ainda que Meghan Markle está na posse de vários "documentos" para sustentar tudo o que disse no decorrer da entrevista escaldante, mas faz questão de dizer que o que é preciso é diálogo. "A família tem de reconhecer que há problemas e ninguém aparece interessado em reconhecê-lo. Tudo que eles querem é uma conversa. Ambos querem conversar."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo