Príncipe William e Harry unidos contra homem que enganou Diana

Jornalista que entrevistou Princesa Diana usou documentos falsos para pressioná-la, diz inquérito.
Príncipe William e Harry
Bashir é acusado de ter recorrido a documentos falsos
Príncipe William e Harry
Bashir é acusado de ter recorrido a documentos falsos
22 mai 2021 • 01:30
André Filipe Oliveira
A polémica entrevista do ex-jornalista da BBC Martin Bashir à princesa Diana, em 1995, continua envolta em polémica e agora ganha novos contornos. A estação britânica ordenou, em novembro passado, a abertura de um inquérito a fim de averiguar os moldes em que o antigo profissional conseguiu sentar-se frente a frente com a mulher do príncipe Carlos e as conclusões são claras: Bashir recorreu a documentos falsos para pressionar Lady Di a dar a entrevista.

Foi o irmão da princesa, Charles Spencer, a lançar o alerta, denunciando que o jornalista usou extratos bancários falsificados, que mostravam alegados pagamentos feitos a membros da Casa Real pelos serviços de segurança e que seriam a prova de que a princesa Diana estava sob vigilância.

Os príncipes William e Harry reagiram às conclusões do inquérito, arrasando a conduta da BBC. “Ficou aquém dos elevados padrões de integridade e transparência”, apontou o duque de Cambridge. Tal como o irmão, que lamentou todo o sofrimento vivido pela mãe, após a transmissão da entrevista. “O efeito cascata de uma cultura de exploração e práticas antiéticas acabou por custar-lhe vida.”

“Éramos três no casamento.” Foi uma das frases da entrevista de Diana com maior repercussão. Nela referia-se às infidelidades do príncipe Carlos com Camilla.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo