Putin faz alterações estéticas ao rosto

Apesar de nunca ter assumido, especialistas na área da estética apontam que político recorreu a várias intervenções.
Putin após os tratamentos que mudaram as feições do seu rosto
Presidente russo antes dos procedimentos estéticos, em 2009
Putin após os tratamentos que mudaram as feições do seu rosto
Presidente russo antes dos procedimentos estéticos, em 2009
07 mar 2022 • 01:30
Carolina Cunha
A imagem do homem do momento, Vladimir Putin, de 69 anos, responsável pela atual guerra entre a Rússia e a Ucrânia, tem sofrido diversas alterações ao longo dos últimos anos. O político é acusado de recorrer a tratamentos estéticos para atenuar os efeitos da idade, que o ajudam a manter sua imagem como um líder duro e implacável.

Embora nunca tenha sido confirmado qualquer tipo de intervenção cirúrgica por parte de Putin, para muitos especialistas na área da estética não há dúvidas que o seu rosto sofreu alterações devido aos tratamentos a que se submeteu. Gerard Lambe, um cirurgião plástico de Manchester, diz que "os contornos faciais de Putin mudaram claramente ao longo dos anos, e enquanto a forma da nossa face se pode tornar mais magra com a idade, a dele está visivelmente mais larga". Uma das intervenções mais evidentes é o enchimento das bochechas através de botox, que se tornou mais notório ao longo dos anos. Para Patricia Wexler, uma cirurgiã plástica de Nova Iorque, Putin recorreu também a "um ‘lifting’ ocular, para remover o excesso de pele das pálpebras superiores e eliminar as olheiras". Além disso, fez ‘lifting’ no queixo devido à flacidez e também recorreu ao uso de botox para disfarçar as rugas na zona da testa. Todos estes tratamentos terão levado ao inchaço no rosto do político.

Os rumores começaram em 2009, quando surgiu numa reunião em Kiev com os olhos roxos, um dos efeitos dos tratamentos. O líder russo tinha um hematoma azul e amarelo na zona dos olhos, que muitos concluíram ser resultado das injeções de botox.

A família secreta que mantém longe
Sabe-se muito pouco sobre a família do homem que ordenou a terrível invasão da Ucrânia. Lyudmila Putina foi a sua única mulher oficial. O divórcio foi anunciado em 2013, após 30 anos de casamento e duas filhas em comum, Maria e Katerina. Antes do divórcio, Putin conheceu a ginasta Alina Kabaeva, apontada como "a mulher mais flexível da Rússia". Retirou-se do desporto, tornou-se deputada e hoje é líder de um grupo de media. A relação nunca foi confirmada, no entanto, é apontada como a atual companheira de Putin. O casal terá pelo menos quatro filhos, entre eles dois gémeos.

A família de Putin é quase um assunto tabu na Rússia. De tal forma que vários órgãos de comunicação que divulgaram informações sofreram sanções, alguns dos quais fecharam mesmo portas.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo