Rainha Isabel ll obrigada a "engolir o sapo" pelo filho

Nos anos 90, Monarca proibiu Camilla de entrar em Buckingham. Hoje parece ter as pazes feitas com a mulher que já foi uma pedra no seu sapato...
Isabel II, príncipe Felipe, duque de Edimburgo,  Inglaterra, monarquia, realeza, duquesa de Cambridge, tradição
Felipe, Duque de Edimburgo e Rainha Isabel II
Isabel II, rainha, Inglaterra, Felipe de Edimburgo
felipe de Edimburgo
Isabel II, rainha, realeza, monarquia, monarca, encontro, Barack Obama, Michelle Obama, presidente dos Estados Unidos, Inglaterra, Castelo de Windsor
importa
importa
Isabel II, príncipe Felipe, duque de Edimburgo,  Inglaterra, monarquia, realeza, duquesa de Cambridge, tradição
Felipe, Duque de Edimburgo e Rainha Isabel II
Isabel II, rainha, Inglaterra, Felipe de Edimburgo
felipe de Edimburgo
Isabel II, rainha, realeza, monarquia, monarca, encontro, Barack Obama, Michelle Obama, presidente dos Estados Unidos, Inglaterra, Castelo de Windsor
importa
importa
23 jun 2019 • 14:29
Miguel Azevedo
Elas são hoje as melhores amigas. Uma é a atual rainha de Inglaterra e outra será a futura monarca, mas nesta história de reis, a relação entre Isabel II e Camilla nem sempre foi um conto de fadas.

Quem hoje as vê, lado a lado, dificilmente consegue imaginar que a atual mulher do príncipe Carlos já esteve, em tempos, proibida de entrar no Palácio de Buckingham.

Foi no início dos anos 90, quando começaram a circular os rumores de que Carlos (à data ainda casado com Diana) teria uma relação extraconjugal com a antiga namorada da adolescência.

Isabel II não gostou do escândalo que encheu páginas e páginas de revistas e, tentando preservar a imagem da família real, baniu Camilla, ela que ainda por cima era casada com Andrew, um seu afilhado.

A verdade é que, de lá para cá, tudo mudou. Carlos separou-se de Diana em 1992, assumiu a relação com Camilla em 1997, casou-se com esta em 2005 e Isabel II teve de aprender a conviver com aquela que em tempos tinha sido uma pedra no seu sapato, sabendo que um dia Camilla será, inevitavelmente, rainha de Inglaterra.

O primeiro sinal de fair-play de Isabel II terá sido mesmo quando, depois da morte de Diana, em 1997, aconselhou o filho a assumir o romance em vez de o manter escondido, um ato de coragem uma vez que a opinião pública ainda chorava o desaparecimento da ‘princesa do povo’.

Mais tarde, no dia do casamento de Carlos e Camilla, em 2005, a monarca fez um discurso caloroso e afirmou mesmo: "O meu filho está em casa com a mulher que ama."

Membro oficial da família real nos últimos catorze anos, a duquesa da Cornualha até já foi distinguida por Isabel II com duas ordens de grande relevo: a Ordem da Família Real e a Grande Cruz da Ordem Vitoriana.

Aos 93 anos, Isabel II parece já ter as pazes feitas com Camilla, acreditando que esta será uma boa parceira para o seu filho, futuro rei de Inglaterra.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo