Rainha Letizia revive o drama da suicídio da irmã

A mulher do rei Filipe VI enfrentou a dor numa altura em que estava grávida pela segunda vez.
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Erika Ortiz, irmã de Letizia
Erika Ortiz, irmã de Letizia, e o companheiro, Roberto Garcia
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Rainha Letizia no funeral da irmã, em 2007
Erika Ortiz, irmã de Letizia
Erika Ortiz, irmã de Letizia, e o companheiro, Roberto Garcia
04 fev 2020 • 12:39
A rainha Letizia está perto de viver uma data que a entristece. Foi no dia 7 de fevereiro de 2007 que a mulher do rei Filipe VI perdeu a irmã mais nova, Erika Ortiz

A familiar da rainha suicidou-se aos 31 anos, num apartamento em Madrid, onde vivia com o companheiro, Roberto Garcia. Foi o namorado que encontrou o corpo da irmã da monarca.

Na altura, a autópsia mostrou que Erika, que enfrentava uma crise emocional, tomou uma dose elevada de comprimidos e o seu corpo não resistiu, provavelmente, ansióliticos que estava a tomar para controlar a ansiedade. 

A tragédia abalou a vida de Letizia, que, na altura, estava casada com Felipe VI apenas há três anos. Na altura, a monarca estava grávida de seis meses, da segunda filha, e o momento gerou particular apreensão na casa real espanhola.

Foi no funeral de Erika, que, pela primeira e única vez, os seguidores da família real espanhola se puderam emocionar ao testemunhar a dor de Letizia, que surgiu em lágrimas para se despedir de Erika Ortiz. 

A imprensa espanhola sempre alegou que a irmã da rainha não aguentou a pressão dos media, da qual toda a família foi alvo assim que Letizia saltou para a ribalta e começou o romance com Felipe de Espanha.

Até hoje, Letizia carrega a mágoa da morte da irmã, com quem sempre manteve uma relação próxima. No próximo dia 7, será novamente um dia marcado pelo drama que fez com que a família nunca mais fosse a mesma.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo