Raquel Tavares anuncia fim da carreira musical em lágrimas: "Nunca quis ser artista"

A fadista confessou que "chegou para lá do limite" com o ritmo intenso no mundo da música.
Raquel Tavares, fadista, fado
Raquel Tavares anuncia fim da carreira musical no programa de Cristina Ferreira
Cristina Ferreira e Raquel Tavares
Raquel Tavares, fadista, fado
Raquel Tavares anuncia fim da carreira musical no programa de Cristina Ferreira
Cristina Ferreira e Raquel Tavares
09 jan 2020 • 12:19
Raquel Tavares anunciou que vai abandonar a carreira na música, esta manhã, dia 9 de janeiro.

Aos 34 anos, a fadista desabafou com Cristina Ferreira durante o programa da apresentadora sobre a decisão que tomou.

"Quero viver além daquilo que tem sido a minha vida estes anos, que é a cantar. Percebi que aquilo a que me dediquei a vida inteira não me estava a fazer bem. Já não era feliz, não necessariamente por cantar, mas a vida artística. Estou dorida e profundamente infeliz", começou por dizer a cantora, que se mostrou muito cansada do ritmo de trabalho e das consequências que teve na sua vida pessoal.

"Eu nunca quis ser artista, esta artista que quiseram construir. Eu gosto é de cantar. Porque este ritmo da vida artística é tão rápido, que eu não estava capaz de acompanhar nem emocionalmente nem fisicamente", confessou ainda, afirmando que foi "a decisão mais difícil da sua vida", e que não deixa de ser "grata" por todas as pessoas que acreditaram no seu talento e a ajudaram a alcançar o que alcançou. No entanto, garante que quer que esta decisão seja mesmo "um ponto final definitivo". 

Raquel Tavares contou ainda que o trabalho excessivo lhe trouxe problemas de saúde. "Cheguei a uma fase que estava doente. Emagreci dez quilos, tinha sintomas graves, tive uma faringite, que é a pior coisa que um cantor pode ter. Cantei em vários concertos com febre. Chorava nos concertos e já não era de emoção, era de desespero". 

Além disso, Raquel Tavares admitiu, visivelmente emocionada, que a carreira na música a privou de ser ela própria porque uma fadista tem que ser demasiado "polida", e que também dificultou viver a vida pessoal da melhor forma. "Não tinha vida. Não tenho nada", começa por dizer, referindo-se, como exemplo, a filhos. 

"Esta vida afastou-me de muitas pessoas. É triste ver os amigos a fazerem jantares e festas e deixarem de me convidar, porque eu dizia sempre que não", contou ainda.

Para o futuro, Raquel não teme o que a espera e garante que vai procurar novos desafios: "Vou tentar fazer outras coisas que façam parte da minha área".

Após anunciar a decisão, e pedir desculpa aos fãs que a acompanham, Raquel Tavares desfez-se em lágrimas e contou com o apoio de Cristina Ferreira, que confessou a Raquel que já sentia há muito tempo que ela não estava bem, tendo até pedido desculpa à artista por "não lhe ter dado o ombro mais cedo". As duas abraçaram-se num momento repleto de emoção.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo