Rei Carlos III quer afastar príncipe André de Windsor

Monarca não esquece que o irmão esteve envolvido num escândalo sexual.
Rei Carlos III já decidiu que quer despejar o irmão mais novo do palácio de Royal Lodge
Rei Carlos III já decidiu que quer despejar o irmão mais novo do palácio de Royal Lodge
Foto: Reuters
25 set 2022 • 01:30
Carolina Marques Dias
O rei Carlos III está há poucos dias no trono mas já tem bem definido que mudanças quer implementar e uma delas é expulsar o príncipe André e a ex-cunhada, Sarah Ferguson, do palácio Royal Lodge, nas terras de Windsor, onde ainda vivem. O novo monarca não esquece que o irmão esteve envolvido num escândalo de pedofilia e quer dignificar a família real. Quem o revela é o jornal ‘The Sun’, que avança que, com a morte de Isabel II, a proteção real ao duque de York chega ao fim.

Os analistas consideram que, embora a expulsão do príncipe André e de Sarah Ferguson não seja imediata, a médio prazo o rei Carlos III vai emitir um aviso para que o ex-casal seja expulso do palácio de Royal Lodge. "Deixam de contar com a proteção da rainha, mas seria brutal expulsá-los logo após o desaparecimento de Isabel II. Só que, no entender do rei, não há razão para André continuar a ocupar uma propriedade avaliada em 35 milhões de euros, dado que o príncipe já não presta qualquer serviço à Coroa", contou um amigo do rei Carlos III ao jornal britânico.

Recorde-se que o envolvimento do príncipe André em escândalos sexuais foi uma das grandes polémicas da família real britânica nos últimos tempos. Em janeiro deste ano, Isabel II chegou a retirar os títulos militares ao filho mais novo.

Carlos no novo escritório
O Palácio de Buckingham divulgou uma fotografia do rei Carlos III no novo escritório, na Eighteenth Century Room, enquanto trabalhava.

Um pormenor que os fãs da família real fizeram questão de destacar foi o facto do soberano ter uma fotografia dos pais perto da secretária.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo