Relação de Pedro Teixeira e Sara Matos mais forte com o isolamento

Casal de atores tem aproveitado o momento de confinamento para mostrar que está cada vez mais unido. Redes sociais são palco de declarações de amor e momentos de diversão a dois
Pedro Teixeira e Sara Matos
Pedro Teixeira e Sara Matos
Sara Matos
Pedro Teixeira e Sara Matos
Pedro Teixeira e Sara Matos
Sara Matos
26 abr 2020 • 13:05
Tal como milhões de portugueses, Pedro Teixeira, de 39 anos, e Sara Matos, de 30, cumprem as recomendações de isolamento social por causa da pandemia de Covid-19 em casa.

Uma quarentena a dois que veio unir o casal de atores que assim tenta colmatar os momentos de ausência devido às exigentes agendas profissionais. Com uma paragem forçada nas gravações dos respetivos canais, SIC e TVI, o casal tem a oportunidade de desfrutar de mais tempo em comum.

Ao longo das últimas semanas, Pedro e Sara aproveitam ao máximo os momentos a dois, que refletem a união de ambos e provam que estão cada vez mais cúmplices e apaixonados.

O tempo livre dos atores tem sido ocupado com atividades que evidenciam o ambiente de tranquilidade que, apesar de todas as adversidades que o Mundo enfrenta atualmente, os dois vivem. As redes sociais, onde sempre mantiveram alguma discrição da relação, passaram a ser palco de diversas declarações de amor.

Recorde-se que as estrelas da SIC e TVI estão juntas há cerca de cinco anos. E cada vez mais desinibidos em mostrar detalhes sobre a vida pessoal. Pedro partilhou nas redes sociais um momento intimo do casal na cama, que mereceu a atenção de centenas de fãs. Estes não esconderam a surpresa e felicidade.

Entre exercício físico, danças, momentos de descanso e brincadeiras, o casal mostra que tem superado os dias de isolamento com muita alegria. Recorde-se que o início da relação de Sara Matos e Pedro Teixeira foi marcado por momentos de tensão uma vez que o ator mantinha um casamento com Cláudia Vieira.

Mas agora, ao fim de cinco anos de namoro, o casal mostra-se mais unido e feliz que nunca e não descarta a hipótese de ter filhos.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo