Revelação de imagem atira Juan Carlos para nova polémica

Fotografia de calções e boné foi divulgada por ex-amante, que em entrevista garante que o ex-monarca foi vítima de um “golpe”
Juan Carlos Espanha
Amante de Juan Carlos divulga fotografia íntima do rei
Juan Carlos vai ser investigado pelo Supremo Tribunal
Juan Carlos Espanha
Amante de Juan Carlos divulga fotografia íntima do rei
Juan Carlos vai ser investigado pelo Supremo Tribunal
26 set 2020 • 14:55
Uma foto de Juan Carlos descontraído, de boné, com a pala virada para trás, uma camisa aos quadrados de manga curta e uns calções de banho amarelos fluorescentes, na companhia de Alexander Kyril, o filho de Corinna Larsen, está a provocar uma verdadeira ebulição em Espanha.

A imagem, tirada durante um almoço em La Angorrilla, numa casa perto do Palácio da Zarzuela, em Madrid, e que mostra Juan Carlos de volta de um grelhador, foi revelada pela amante secreta do rei emérito à revista francesa ‘Paris Match’ e rapidamente se tornou viral no país vizinho, com várias partilhas e comentários humorísticos e jocosos por parte dos internautas.

A imagem foi também reproduzida pela imprensa estrangeira, nomeadamente italiana, britânica e portuguesa. Consta que Juan Carlos, que continua exilado nos Emirados Árabes Unidos, não terá ficado satisfeito com a divulgação da fotografia, mas o que está feito está feito e as polémicas em torno da sua imagem vão certamente continuar.

A divulgação desta fotografia surge ao mesmo tempo que Corinna Larsen revelou pormenores acerca da vida íntima do monarca espanhol com a restante família real. Em entrevista à ‘Paris Match’, a ex-amante de Juan Carlos garantiu mesmo que ele não confiava na família, que o casamento tinha sido arranjado por conveniência política e que há mais de 30 anos mantém uma vida separada da mulher.

Em declarações polémicas, Corinna Larsen assegurou ainda que o monarca emérito foi vítima de um "golpe" interno para o fazer abdicar e que a ideia surgiu entre membros da própria família real espanhola, com o apoio do ex-presidente Mariano Rajoy.

A empresária vai mais longe e diz mesmo que os problemas de saúde de Juan Carlos e a relação extraconjugal que foi revelada com o polémico safari no Botswana foram as desculpas perfeitas para levar a cabo o plano contra Juan Carlos. Terá sido o próprio rei a confessar tudo: "Tenho duas frentes contra mim. A primeira é composta pela minha mulher e seus tenentes: ela tem pressa em colocar o filho no trono porque tem muito mais influência sobre ele do que sobre mim. A segunda é encarnada por Mariano Rajoy, cujo objetivo é castrar-me e enfraquecer a monarquia."

A alemã, que está a ser investigada pelos 65 milhões de euros oferecidos por Juan Carlos, mostrou-se ainda contra o exílio do rei. "A família real deveria estar unida. Enviar um antigo rei, de saúde frágil, para o exílio, e em plena Covid, é irresponsável e desleal."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo