Ronaldo e Georgina mostram-se solidários na dor

Craque e a namorada fizeram questão de se juntar a Tony Carreira e à mulher e são padrinhos da Associação Sara Carreira. “Façam parte deste sonho”, pediram aos seguidores
Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez
Georgina Rodríguez e Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez
Georgina Rodríguez e Cristiano Ronaldo
11 mai 2021 • 10:49
Quando decidiram criar a Associação Sara Carreira, Tony Carreira e Fernanda Antunes desafiaram os amigos da família a apoiarem a causa. Entre os nomes que aceitaram representar o projeto estão Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez. O casal entra no vídeo de apresentação da associação, ao lado de outros padrinhos, que foi divulgado no domingo e, na segunda-feira deixou um apelo nas redes sociais.

"Nasceu o projeto associação Sara Carreira. Façam parte deste sonho", anunciaram, partilhando um pequeno vídeo onde surgem a formar um coração com os dedos.

Cláudio Ramos, Catarina Furtado, Cláudia Vieira, Manuel Luís Goucha, Tânia Ribas de Oliveira, Pedro Ribeiro, Diana Chaves, Fernando Mendes, Fernanda Serrano ou Bárbara Bandeira são outros dos nomes que se prontificaram a ajudar. O objetivo é dar 21 bolsas de estudo a crianças e jovens, sendo que as candidaturas poderão ser feitas até 30 de junho no site da associação.

Na entrevista que deu ao lado da mulher, Tony fez questão de destacar as pessoas que permaneceram ao lado da família desde a morte da filha, Sara, aos 21 anos, a 5 de dezembro.

"Desde pessoas particulares, amigos pessoais, não tínhamos conseguido fazer esta caminhada sem eles, principalmente num momento em que estamos completamente de rastos. Aproveito para agradecer a toda a gente neste momento tão difícil. A todos os portugueses. E esperamos que Portugal inteiro abrace esta causa que achamos muito bonita".

GEORGINA "MAIS HUMANA"
Gio e CR7 mostram assim, e mais uma vez, o lado solidário. O casal tem o hábito de apoiar diversas causas, principalmente aquelas que envolvem crianças. "Agora que posso, permitir-me ajudar os outros e é o que mais me satisfaz. Eu também sei o que é começar do zero e chegar ao fim do mês com o dinheiro contado", disse a espanhola numa entrevista recente, revelando que o seu passado a tornou mais humana.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo