Rúben Semedo de novo na mira da justiça

Uma estrela dentro das quatro linhas que soma polémicas na vida pessoal. Após escândalo em Espanha, é agora acusado de violação sexual na Grécia
Rúben Semedo
Rúben Semedo
Rúben Semedo
Rúben Semedo
Rúben Semedo
Rúben Semedo
04 set 2021 • 19:11
Rúben Semedo, de 27 anos, volta a enfrentar problemas com a Justiça. O defesa-central do Olympiacos, na Grécia, foi detido na sua residência em Glyfada, nos arredores de Atenas, na sequência de acusações de violação a uma menor, de 17 anos, durante uma orgia regada a álcool.

Segundo a imprensa grega, a vítima foi inquirida pela Direção de Proteção de Menores, da Polícia de Atenas, na sequência de uma queixa-crime contra o jogador e um empresário nigeriano, de 40 anos, que se encontrava no mesmo local. A jovem aceitou o convite para ir a casa do internacional português, local onde aconteceu o alegado crime. "Por ter consumido uma grande quantidade de álcool, fui para um dos quartos da casa [de Rúben Semedo] e adormeci. Pouco depois, o segundo homem [o suspeito de 40 anos] entrou e, aproveitando-se da minha situação, obrigou-me a ter relações sexuais... Pouco depois de sair, o Rúben Semedo entrou na mesma sala, trancou a porta e obrigou-me a ter relações sexuais", descreveu a jovem, que garante ter sido forçada a ter sexo. O relato da vítima conta com uma testemunha. Trata-se de uma amiga, de 16 anos, com quem a jovem esteve antes de seguir para casa de Rúben Semedo.

Segundo a imprensa grega, a jovem vítima foi sujeita a testes médicos e de ADN e a mãe entregou às autoridades as roupas usadas pela filha na madrugada de sábado. O telemóvel da alegada vítima também já está nas mãos da Polícia. As roupas da cama e eventuais provas no local ficaram na posse das autoridades após perícias ao local.

Apesar das duras acusações, Rúben Semedo reclama inocência e garante que tudo se trata de uma "cilada" por dinheiro. "Estou inocente. Vocês vão ver. E quero que vocês venham cá novamente quando eu for absolvido. Foi tudo feito por causa do dinheiro. Se eu não fosse um futebolista, nada disto teria acontecido", gritou o internacional português, aos jornalistas, à saída do tribunal, em Atenas. Segundo o advogado do jogador, a queixosa "jantou com as pessoas que denunciou" e, depois de sair de casa, mandou um SMS a Rúben com um "novo convite".

A imprensa grega avançou ainda que a mãe do jogador viajou de Portugal para a Grécia para o apoiar numa fase em que o craque volta a estar envolvido numa polémica que põe em causa o seu futuro pessoal e profissional.

Passado atribulado

Esta não é a primeira vez que Rúben Semedo está envolvido em problemas judiciais, tendo já cumprido cinco meses de prisão preventiva em Espanha. Foi detido em fevereiro de 2018 por suspeitas de sequestro, agressão e ameaças a um homem, em Valência, com uma arma ilegal. Acabou por ser condenado a cinco anos de pena suspensa, ficando proibido de entrar no país. O facto de ter cadastro na Justiça é uma condicionante no atual processo que enfrenta.

Natural da Amadora e formado no Sporting, Semedo passou também pelo Reus, Vitória de Setúbal, Villarreal, Huesca e Rio Ave. Esteve ainda perto de assinar pelo Wolverhampton, treinado pelo português Bruno Lage, mas não lhe foi concedida a licença de trabalho em Inglaterra. É pai de uma menina.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo