São José Correia: "Filme tem muita carga erótica"

Pontos nos Is...
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
20 out 2012 • 17:01

São José Correia estreia-se na realização com uma curta-metragem protagonizada por Vítor Norte e Lucinda Loureiro. O filme é uma adaptação de um conto erótico e reflecte sobre o amor na idade adulta. Como actriz, está prestes a estrear ‘A Moral Conjugal’, já dia 1 de Novembro.

– Começa hoje a filmar, como realizadora, uma curta-metragem...

– Sim, ‘Noite na Praia’ é a adaptação de um conto da Vera Galpe (‘Paciência’) e é a história de amor entre dois adultos que se confrontam com a necessidade de continuar a viver e amar.

– É um filme com carga erótica.

– Com muita carga erótica. É a cena de uma noite de amor, depois de uma festa, em que duas pessoas – Vítor Norte e Lucinda Loureiro – se encontram para fazer amor. E nem tudo corre bem, de uma forma perfeita, apesar de se concretizar…

– É a sua estreia atrás das câmaras. Qual o apelo da realização?

– A direcção de actores.

– Esta curta-metragem será para mostrar nos cinemas?

– E para exibir nos festivais possíveis. Não estou habituada a estas andanças e primeiro vou filmar, depois há a montagem – outra grande novidade – e depois logo vejo o futuro.

– É um trabalho pro bono?

– Sim, todos trabalhamos sem cachet e investi o meu dinheiro. Mas, como associada da GDA (Fundação de Artistas), consegui apoio para pagar aos actores.

– O que pretende provocar no espectador?

– Algum incómodo e divertimento. Este filme é um drama mas tem muito humor negro.

– E está para estrear ‘A Moral Conjugal’, filme de Artur Serra Araújo que protagoniza.

– Como Manuela, uma sedutora que tem um código de fidelidade com o namorado que é corrompido e isso vai levar a uma história dramática e divertida. 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo