Tensão e rutura entre Rainha Letizia e Juan Carlos

O monarca abandonou o palácio para evitar o convívio com a nora devido à má relação
Letizia
Juan Carlos de Espanha
Primeira Comunhão, princesa, Leonor, Espanha, espanhola, realeza, monarquia, religião, família, Letizia, Felipe, Sofia, Juan Carlos, Sofía
Letizia
Juan Carlos de Espanha
Primeira Comunhão, princesa, Leonor, Espanha, espanhola, realeza, monarquia, religião, família, Letizia, Felipe, Sofia, Juan Carlos, Sofía
02 fev 2020 • 11:41
A relação do rei emérito Juan Carlos e da nora, Letizia, tem sido marcada por vários momentos de tensão e mal-estar. Ao longo dos anos, a relação entre sogro e nora – que até chegou a ser cordial – tem-se vindo a deteriorar de tal maneira que o rei emérito de Espanha tomou a decisão de abandonar o Palácio da Zarzuela, a sua morada ao longo dos últimos 50 anos.

Decidido a afastar-se definitivamente de Letizia, Juan Carlos não hesitou na decisão de deixar o Palácio para evitar mais polémicas familiares, uma vez que atualmente Zarzuela é dominado pelo filho Felipe VI e pela nora Letizia após o casal ter assumido todas as responsabilidades reais.

Desta forma, o rei emérito escolheu Sanxenxo, uma província em Espanha, na região da Galiza, para refazer a sua vida. Um local especial onde também poderá investir na sua grande paixão das regatas. Por decidir ficou ainda a mudança da rainha Sofia.

A notícia da mudança de casa – dada por Pilar Eyre (jornalista especialista em assuntos da realeza espanhola) na sua coluna na revista ‘Lecturas’ – caiu como uma bomba no país vizinho, onde não se esperava um corte de relações drástico entre a família real.
Segundo o colunista, a residência oficial "despertava uma profunda aversão e tristeza" em Juan Carlos porque o faz lembrar de todos os momentos felizes que viveu com a família enquanto rei de Espanha, de que sente bastantes saudades.

Recorde-se que o rei Juan Carlos chegou a pedir ao filho, Felipe VI, que se se divorciasse de Letizia dizendo: "Foi o pior que entrou nesta Casa", deixando evidente a falta de harmonia familiar.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo