Teresa Guilherme ganha processo contra ex-empregado

Ex-funcionário reclama falta do pagamento de subsídios de férias e excesso de horas de trabalho.
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
Teresa Guilherme
16 mai 2019 • 15:35
O caso remonta a maio de 2017. Teresa Guilherme era então acusada pelo seu ex-funcionário, Pedro Alves, de "escravatura".

O empregado alegava que apresentadora, para quem trabalhou mais de uma década, nunca fez um contrato de trabalho e que não tinha horários certos. Reclamava, ainda, o pagamento dos respetivos subsidios de férias e horas-extra.

Agora, o tribunal vem absolver a 'rainha dos reality-shows' pelos crimes imputados pelo seu antigo trabalhador. É a própria que confirma a situação.

"Ele perdeu [o processo]. Porque não tinha razão. O juiz achou que não havia fundamento. Nem quero falar sobre isso, é voltar a levantar uma energia que não quero. Mas foi bom, como é que pessoa tão próxima que conheço há tantos anos não é exatamente o que pensava", explicou em entrevista à 'Sábado'.

O antigo empregado da apresentadoa pedia uma indemização no valor de 44 mil euros.

Contacto pela 'Vidas', Pedro Alves confirmou a absolvição de Teresa Guilherme na Primeira Instância e revela que o seu advogado já recorreu da decisão judicial.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo