Toy deixa apelo às televisões: "Por amor de Deus, paguem-me alguma coisa"

Músico ficou sem concertos e teve que se reinventar
Toy
Toy
Cantor Toy
Toy
Toy
Cantor Toy
26 nov 2020 • 19:07
Com os espetáculos cancelados devido à pandemia, Toy tem agarrado todas as oportunidades que aparecem. O músico tem aparecido regularmente nos programas da manhã e da tarde e até comenta o 'Big Brother', da TVI. No entanto, se antes aceitava estar na televisão de borla, agora exige ser pago.

"Sempre estive disponível, fui sempre uma pessoa normal. O facto de não ter tiques de vedeta foi vantajoso, porque as pessoas estão à vontade comigo e eu também estou à vontade para lhes dizer que, se fazia coisas gratuitamente, agora não tenho trabalho. Por isso, por amor de Deus, paguem-me alguma coisa, pelo menos as despesas", revelou a 'TV Guia'.

Toy conta que tinha 130 concertos agendados para 2020 mas foi obrigadado a reinventar-se para ganhar dinheiro.

"Quando percebi que o meu destino não era enriquecer, vi que tinha de rever toda a minha vida. A possibilidade de escrever, produzir, de já ser uma figura conhecida na televisão, fez com que comunicasse com toda a gente e dissesse que estava disponível para fazer outras coisas", disse à mesma publicação.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo