Tribunal dá razão a Brad Pitt no processo da guarda dos filhos e deixa Angelina Jolie indignada

Ex-casal passa a ter guarda partilhada dos filhos
Angelina Jolie e Brad Pitt
Angelina Jolie com o ex-marido, Brad Pitt, e o filho mais velho, Maddox
Angelina Jolie com os filhos
Angelina Jolie tentou salvar casamento com Brad Pitt
Angelina Jolie e Brad Pitt
Brad Pitt, Angelina Jolie, Jennifer Aniston
Angelina Jolie com Brad Pitt e os filhos
Angelina Jolie e Brad Pitt
Angelina Jolie com o ex-marido, Brad Pitt, e o filho mais velho, Maddox
Angelina Jolie com os filhos
Angelina Jolie tentou salvar casamento com Brad Pitt
Angelina Jolie e Brad Pitt
Brad Pitt, Angelina Jolie, Jennifer Aniston
Angelina Jolie com Brad Pitt e os filhos
27 mai 2021 • 12:32
Brad Pitt e Angelina Jolie estiveram cinco anos em tribunal para definir a guarda dos filhos. Uma guerra que chegou ao fim e que definiu a custódia partilhada entre o ex-casal. 

"O Brad estava apenas a tentar passar mais tempo com os filhos - e ficou claro que a Angelina fez de tudo para evitar isso. O julgamento durou vários meses e envolveu diversas testemunhas, especialistas, terapeutas e outras pessoas que estiveram com as crianças. A decisão foi baseada nisso", revelou uma fonte próxima da família ao site 'Page Six'.

A atriz pretendia ter a guarda total dos filhos, tendo apresentado "provas de violência doméstica". No entanto, o juiz deu razão ao ator de 57 anos e definiu a custódia partilhada. Após o resultado da audiência, Angelina Jolie não ficou satisfeita e acusou o juiz de não ter feito um "julgamento justo" por não ter permitido que os filhos Pax, Zahara e Shiloh testemunhassem em tribunal contra o pai sobre os episódios de violência doméstica. 

"O juiz Ouderkik negou à senhora Jolie um julgamento justo, excluindo indevidamente as suas evidências relevantes para a saúde, segurança e bem-estar das crianças. Evidências críticas para o caso", lamentou a defesa da atriz.

Recorde-se que em 2016 Brad Pitt foi acusado de ter agredido o filho mais velho, Maddox, por este estar a defender Angelina Jolie numa discussão que tiveram num jato privado. O FBI interrogou a família e o ator foi considerado inocente. 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo