Troca de cadeiras no império Amorim: Paula abandona liderança do grupo

Marta Amorim vai ocupar lugar da irmã mais velha na presidência do Grupo Américo Amorim. Família está unida.
Paula Amorim
Marta Amorim
Paula Amorim
Marta Amorim
13 ago 2020 • 01:30
André Filipe Oliveira
A liderança de Paula Amorim, de 49 anos, na presidência do Grupo Américo Amorim, chegou ao fim. O lugar vai passar a ser ocupado pela irmã Marta, de 48 anos. A decisão não provocou qualquer desentendimento entre as filhas herdeiras de Américo Amorim, que morreu a 13 de julho de 2017. "É uma formalidade que não traduz quaisquer divergências, mas apenas rotatividade entre as três irmãs na liderança do grupo", explicou um amigo do clã ao ‘Negócios’.

A decisão não surpreendeu Paula Amorim que, no passado, já se havia mostrado tranquila em relação à sua sucessão. "Nunca foi necessário criar regras e espero que pela via do diálogo e do consenso consigamos ter um ‘family office’ com uma decisão clara. Se, em algum momento, se tornar mais útil ter algum tipo de regulação, claro que se criará. Não é uma preocupação", explicou em declarações o ‘Expresso’.

A mais velha das irmãs Amorim manter-se-á, no entanto, à frente da Galp, em que está em funções desde maio de 2017.

Marta Amorim estreia-se assim na liderança do maior império empresarial português. É formada em Administração e Gestão de Empresas. É casada com o empresário Nuno Barroca, de quem tem dois filhos, Henrique e Leonor.

O herdeiro recém-chegado
Manuel Américo Amorim Guedes de Sousa é o mais recente herdeiro de Paula Amorim e Miguel Guedes de Sousa.

O menino nasceu, em maio passado, via barriga de aluguer num hospital nos Estados Unidos.

Foi registado com o nome do avô, que morreu a 13 de 2017. É a luz dos olhos da empresária.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo