Vão acabar as 'bombas' e as curvas na fórmula 1

Responsável diz que hospedeiras são irrelevantes.
Foto: Direitos Reservados
01 fev 2018 • 17:49
Miguel Azevedo
Era uma prática com décadas, mas já a partir de março, na Austrália, a Fórmula 1 deixará de ter as hospedeiras de pista, quer as modelos que abrilhantavam a grelha de partida, quer as que acompanhavam os vencedores ao pódio.

A decisão foi anunciada por Sean Bratches, diretor comercial da Fórmula 1, que a justificou com o facto de a contratação destas hospedeiras não ser apropriada ou relevante para o desporto e os seus fãs.

"Ao longo do último ano, analisámos uma série de áreas que julgámos necessitarem de ser atualizadas, de modo a estarem em sintonia com a nossa visão para este desporto fantástico", adiantou Sean Bratches.

"Achamos que este hábito não se coaduna com os nossos valores e está claramente em desacordo com as normas da sociedade moderna". O mesmo é dizer que daqui para a frente as bombas e as curvas na Fórmula 1 vão passar a cingir-se apenas às pistas de corrida.


Mais sobre
Newsletter
topo