"Vão dar-me um tiro nas costas"

Kim Kardashian recorda tragédia três meses depois.
Kim Kardashian
Kim Kardashian
Foto: Andrew Kelly/Reuters
08 jan 2017 • 12:11
Foram precisos mais de três meses para que Kim Kardashian conseguisse falar do assalto de que foi alvo em Paris, França. Há poucos dias começou de novo a colocar fotografias nas redes sociais e, agora, surgem as primeiras declarações do drama que viveu, numa promoção ao seu reality show ‘Keeping Up with the Kardashians’.

"Pensei que iam dar-me um tiro nas costas. Não havia outra saída", recorda com ar muito abalado. "Ainda fico muito transtornada quando penso nisto", acrescenta em lágrimas, mostrando a emoção e a dificuldade que ainda sente ao falar sobre este assunto e ao recordar um episódio tão trágico, que garante ser difícil de esquecer.

Durante os últimos três meses, várias fontes próximas da socialite confessaram que esta se encontrava muito abalada e traumatizada.
Mais sobre
Newsletter
topo