Viúva de Camilo livre para receber pensão

Primeira mulher do ator diz que não impediu divórcio. Atriz espera que o caso se resolva depressa.
Camilo morreu há dois meses
Camilo de Oliveira, Maria Luísa Reis Oliveira, Alzheimer, política, Paula Marcelo
Foto: João Miguel Rodrigues
31 ago 2016 • 09:17
Rita Montenegro
Depois de Paula Marcelo ter exposto a situação que atravessa, após a morte de Camilo de Oliveira, por não conseguir a pensão de sobrevivência do ator, uma vez que este nunca se divorciou da primeira mulher, eis que Maria Luísa Reis Oliveira fez saber que abdica dos seus direitos.

Segundo fontes próximas da enfermeira aposentada, de 87 anos, o divórcio com Camilo nunca se consumou porque este não quis. "Quando ele vivia com a outra Luísa, que era hospedeira, chegou a falar de divórcio e a Maria Luísa disse-lhe para tratar dos papéis que ela assinava… até hoje", disse a fonte ao site MoveNotícias.

A declaração surge depois de Paula ter dito ao CM que o ator tentou oficializar o fim do casamento, mas nunca conseguiu contactar a mulher. "Se não a encontraram é porque não quiseram, ela vive na mesma casa há 50 anos", refere a mesma fonte, garantindo que Maria Luísa está de perfeita saúde. Paula Marcelo – que frisou nunca ter conseguido falar com a mulher de Camilo e que, provavelmente, esta poderia estar num lar ou ter Alzheimer – diz: "Nunca tive intenções de ofender ninguém. Ainda bem que a senhora se encontra de boa saúde e disposta a abdicar da pensão. Assim, poderei receber o que me é de direito".
Mais sobre
Newsletter
topo