Zulmira Ferreira assume medo no Brasil: "Estamos assustados e tristes"

Zulmira Ferreira e o treinador do Santos estão no Brasil e não escondem a ansiedade por estarem longe da família durante a pandemia.
Zulmira Ferreira, Jesualdo Ferreira
Zulmira Ferreira, Jesualdo Ferreira
Foto: Paulo Miguel Martins
11 abr 2020 • 16:34
Vânia Nunes
Assume-se como uma mulher de espírito "muito positivo", mas agora Zulmira Ferreira diz que enfrentar o surto de coronavírus tem sido duro, principalmente por estar no Brasil, longe de casa e da família, com o marido, Jesualdo Ferreira, que em janeiro assumiu o comando técnico do Santos.

"Estamos assustados e tristes com tudo o que está a acontecer no Mundo, claro. É angustiante. E eu fico mais ansiosa por não poder estar perto dos meus. É claro que não podíamos estar juntos, mas é diferente estar tão longe", conta Zulmira.

Ainda assim, a empresária assegura que os dias têm sido mais "leves" porque pode contar com a companhia de dois amigos, Rui (que também integra a equipa técnica do clube brasileiro) e Leonor Águas.

"Nós estávamos os quatro a viver num hotel antes de tudo isto acontecer, enquanto os nossos apartamentos não ficavam disponíveis. Entretanto, o hotel fechou e só um apartamento, o nosso, é que estava vago e foi para lá que fomos. Estivemos três semanas juntos a fazer a quarentena. Entretanto, só esta semana é que o deles ficou pronto. De qualquer forma, é no mesmo condomínio e continuamos a ver-nos. Somos a companhia uns dos outros. Tornou-se muito mais fácil assim."

Ocupações
Zulmira conta que passa os dias a "cozinhar", faz "pequenas caminhadas" perto de casa, enquanto o marido "vê muito futebol" e "treina". "Tentamos estar entretidos até porque não sabemos quando tudo isto vai acabar."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo