a Ferver
Inês Herédia confessa dificuldades em assumir-se lésbica
Atriz sempre soube que era homossexual, mas a religião impedia-a de o revelar mais cedo.
  • Partilhe
Isabel Laranjo
11/10/2018 06H00
Foto: Liliana Pereira
Foram anos e anos de muito sofrimento para Inês Herédia. A atriz, de 28 anos, contou à revista Caras que soube, quase desde sempre, que era lésbica. Contudo, só há cinco anos resolveu assumir a sua orientação sexual. A religião pesou: "Não foi fácil assumir-me. Sou católica e não percebia porque tinha nascido assim".

Grávida de seis meses, dos gémeos Luís e Tomás, e casada com Gabriela Sobral, de 53 anos, a atriz revelou em entrevista que a oficialização da relação, através do casamento, teve de ser feita para que pudessem começar os tratamentos de fertilidade.

"Legalmente, para se começar um processo de procriação medicamente assistida entre duas mulheres ou dois homens, há uma série de parâmetros a cumprir. Um deles é que tem de se ser casado ou estar junto há uma série de anos", explicou Inês Herédia.

"E nós casámo-nos para começar os tratamentos", acrescentou. Gabriela Sobral, a ex-diretora de Programas da SIC, é ainda elogiada pela mulher com quem está casada há oito meses. Inês conta que escreveu o tema ‘Voltei a respirar’ após ter terminado uma relação "tóxica", em que emagreceu bastante e teve de se sujeitar a vários exames médicos.

Garante, na mesma entrevista, que estava "num buraco" e que ‘Gabi’ foi a sua salvação: "Até que me surge uma pessoa que me puxa para cima e voltei a respirar".

Uma canção que, no seu entender, foi uma espécie de profecia, por falar em casamento. "É a nossa música, foi a ‘Gabi’ que me devolveu o fôlego", concluiu.
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
OPINIÃO
  • Improváveis da semana
    Patrick Watson chamou a palco Ana Moura e juntos recordaram Lhasa de Sela.
    Querido Tio Marcelo
    Não há memória de um presidente com esta forma simples de abordar a vida.
  • Não há nada para celebrar!
    De efemérides Pedro Abrunhosa não quer nem ouvir falar.
    Vida
    A melancolia está presente como uma nuvem que percorre o disco.
  • A vida de um ‘gajo’ porreiro
    Futebol... É mesmo um gajo porreiro este António Zambujo, ‘porreiro’ em todo o sentido lato do termo.
    Uma decisão histórica
    Justiça... Numa altura em que muitas das ligações entre artistas e editoras eram fixadas através dos chamados ...
  • Doçura
    Robyn segue uma visão pessoal num mundo nivelado pelo gosto comum.
    Política
    Neneh Cherry nem quer ouvir falar do actual presidente americano.
horóscopo
EM DESTAQUE
SAGITÁRIO
23 NOVEMBRO - 21 DEZEMBRO
OUTROS SIGNOS
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina