Sumos ajudam o cérebro

Os sumos naturais diminuem a probabilidade de desenvolver Alzheimer.
11 set 2015 • 11:00
Humberto Barbosa
A doença de Alzheimer é a forma de demência mais comum e afeta atualmente mais de 13 milhões de pessoas em todo o mundo, o que torna uma excelente notícia esta investigação que aponta no sentido de os sumos naturais diminuírem a probabilidade de desenvolver a doença. 

As mais recentes pesquisas demonstram que os sumos de frutas e de vegetais podem reduzir em 76% o risco de desenvolver a doença de Alzheimer. A pesquisa foi feita pela Faculdade de Medicina Vanderbilt, nos Estados Unidos, envolvendo quase duas mil pessoas ao longo de dez anos. O resultado foi inequívoco: as pessoas que beberam sumos de frutas e de vegetais mais de três vezes por semana reduziram o risco de Alzheimer em 76%, contra aquelas que não beberam sumos mais do que uma vez por semana. 

Os investigadores de Seattle acreditam que os polifenóis, que são encontrados em grande quantidade nas frutas e nos legumes, podem interromper o processo de acumulação de uma proteína no cérebro, a proteína beta-amilóide, que se crê estar associada à doença de Alzheimer.

Estes antioxidantes podem fornecer proteção contra a doença, neutralizando os efeitos dos radicais livres. Na verdade, não são as vitaminas antioxidantes, como a E, a C e o Beta Caroteno, encontradas nas frutas e legumes, que fornecem esta proteção, mas sim os polifenóis. Uma limitação desta investigação é não haver informação sobre tipos específicos de sumos de vegetais mais indicados para o efeito. 

O que também é interessante é o fato de ser o sumo da fruta que faz a diferença, e não a fruta comida inteira, porque quando é feito o sumo tudo é aproveitado, desde a casca às sementes, tornando a bebida mais rica em antioxidantes. O tipo de fruta parece não ser o mais importantes nesta questão, pelo que é possível escolher a fruta que mais nos agrada, ou ir alternando os sumos.

www.clinicadotempo.pt 
Call Center: 21 458 85 00

 

Mais sobre
Newsletter
topo