Crónicas
Sociedade Recreativa
Pessoal
por Fernando Sobral
A forma como Lily Allen se expressa é facilmente reconhecível.
  • Partilhe
SÁBADO 23 JUNHO - 00H
Há discos que parecem ser extensões de impressões digitais. É o caso deste 'No Shame', o promissor regresso de Lily Allen. Depois de um silêncio discográfico de quatro anos é um regresso em forma.

É um disco cheio de confiança pessoal, bem produzido, e que incarna o ADN da cantora. Se o tema de abertura, 'Come On Then' parece representar o lado mais errático da cantora, em que ela surge desiludida com a forma como tem sido tratada nos media, ela acaba por, ao longo do disco, mostrar que sabe resistir a tudo. E que está confiante com o seu caminho.

Mais do que tentar copiar as modas, Lily Allen tem evoluído como artista, reinventando-se e redefinindo-se. A forma como se expressa é facilmente reconhecível. E ela continua a ter capacidade para perceber as tendências da música moderna.

Assim, para este disco, recruta o rapper de Londres, Giggs, e o cantor nigeriano de Afrobeat Burna Boy, tal como a dama do dancehall Lady Chann. E Mark Ronson e Ezra Kenig dos Vampire Weekend dão músculo à produção. A euforia de um tema como 'Trigger Bang', bebe desta contaminação criativa, entre o piano e a voz introdutória de Giggs, e onde nem falta a batida sintetizada.

No contexto do álbum há um dramatismo constante, sobre o divórcio, as crianças, a intrusão dos meios de comunicação social. 'Apples' fala da derrapagem do seu casamento. 'Three' vê o mundo através dos olhos da sua filha. 'No Shame' é uma conversa sobre o passado, mas também um olhar sobre o futuro que está à porta. É um disco profundamente pessoal. Que Lily Allen quer partilhar connosco.
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
mais crónicas de
Sociedade Recreativa
horóscopo
EM DESTAQUE
CARANGUEJO
22 JUNHO - 23 JULHO
OUTROS SIGNOS
a ferver
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina