Opinião
Eu conto como foi: Joel Branco
Começou muito cedo. Representando com talento diversas figuras. No bailado, a cantar e a encantar nos palcos do teatro.
  • Partilhe
DOMINGO 18 OUTUBRO - 10H

Diz-se que podia ter sido um promissor bailarino. Nas suas primeiras andanças pelos palcos, encantou com o seu delicioso sapateado e o saber dar os bons passos de dança. Um dos artistas mais populares do espectáculo. Perfeccionista e com um sentido estético apurado, percorreu quase tudo na representação e no canto/encanto, comemorando agora 45 anos de carreira e na produção de La Féria ‘Gaiola das Loucas’. Depois de outros musicais como ‘A Canção de Lisboa’ ou ‘Um Violino no Telhado’.

Joel trouxe sobretudo um “doce algodão doce” (Carlos Paião) para a pequenada que escutava deliciada a sua forma genuína de cantar. E foram tantas as canções: ‘Bailarina’ ou ‘Uma árvore, um Amigo’ até ‘Piquenique, Piquenique’.

No teatro de revista são muitas as personagens que ele desempenhou com mestria absoluta. O Parque Mayer durante anos e anos foi a sua casa e ao lado de grandes actores da cena portuguesa. Recordar no ‘Villaret’ a magia de Vasco Morgado quando produziu ‘Goodspel’ em que ele foi um dos aplaudidos intérpretes.

Ganhou muitos prémios e foi sempre considerado até um dos melhores actores do ano por um papelão de teatro de revista em que soube reinventara magia do palhaço, do homem da vida e do palco. Joel foi como que um bailarino por cima do arame que nunca se deixou abater. O tal faz-tudo que no espectáculo interpretou tantas e tantas figuras. Salvador dizia dele que a sua forma de interpretar era magia.

Em televisão, Joel Branco teve momentos muito importantes quer em programas para os mais pequenos quer em formatos de musical. A sua versatilidade conseguiu que actores e compositores escrevessem para si os tais emblemáticos momentos que ficam na história e no espectáculo do nosso país.

O seu disco ‘Dez Anos de Cantigas’ é uma legenda de música e poesias que honram a sua carreira.

Os anos passam e ele continua com aquela jovialidade reconhecida de sempre. Com a tal genica que se diz do eterno faz-tudo do espectáculo.

Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
mais crónicas de
Edição de Autor
horóscopo
EM DESTAQUE
SAGITÁRIO
23 NOVEMBRO - 21 DEZEMBRO
OUTROS SIGNOS
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina